Entretenimento

Kinani promove a 7ª edição da Plataforma Internacional de Dança Contemporânea

Wednesday, 13/09/2017 | 10:26 A Kinani, a IODINE Produções está a levar a cabo desde o dia 4 de Setembro, uma acção de formação sobre técnicas de Iluminação de espectáculos virados as artes cénicas.

Kinani promove a 7ª edição da Plataforma Internacional de Dança Contemporânea

O curso está a ser leccionado por diferentes profissionais da área baseados na cidade de Maputo.

Neste ano, o curso conta com a presença de mais de 15 Estudantes provenientes da Escola de Comunicação e Artes, ECA da Universidade Eduardo Mondlane, UEM, no âmbito de um acordo celebrado entre a direcção desta instituição e a IODINE Produções.

Um acordo que estabelece uma colaboração contínua no processo de formação destes estudantes, cabendo a IODINE oferecer aulas práticas de iluminação na área de ligth design aos futuros profissionais das artes.

Segundo Quito Tembe, Director do Kinani, “pretende-se que a oficina de iluminação constitua um espaço de aprendizagem virada a teoria e prática, onde os participantes têm a oportunidade de se familiarizar com materiais profissionais, tecnologia de ponta com assistência de técnicos nacionais e internacionais experientes na área”.

Este processo culminará ainda com um estágio profissional na 7a edição da Plataforma Internacional da dança Contemporânea – KINANI.

Esta actividade enquadra-se nos preparativos do KINANI que neste ano aposta em residências artísticas para jovens coreógrafos e grupos de dança tradicional com o maior objectivo de diminuir as fronteiras que separam ambos estilos para experimentar movimentos e musicalidades ao mesmo tempo que questiona o lugar do tradicional na linguagem contemporânea e a formação da identidade num contexto de globalização acelerada.  

O curso tem lugar nas novas instalações da IODINE Produções, Situada no bairro Polana Caniço, na rua do hospital e, como tem sido o habitual, integra uma das actividades que antecedem o KINANI – Plataforma de Dança Contemporânea, único projecto que se preocupa com a formação de ilumino- técnicos virados às artes cénicas a nível nacional.

Em vários cantos do mundo, a iluminação conquistou um espaço significativo no campo artístico, na ideia de que a arte de iluminar não é apenas clarear mas é também o acto de dar vida, estilo, beleza, e funcionalidade a um determinado ambiente.

É nesta lógica que pretende-se levar estas experiências internacionais para a realidade moçambicana, olhando para a iluminação como uma expressão artística onde o homem pode exprimir toda sua carga emocional em palco.

Por este assunto de capital de importância nas artes e cultura em Moçambique, a equipa do KINANI 2017, vem por meio desta solicitar a divulgação e cobertura do workshop.

fonte: rm.co.mz

Comentário