Beleza - Moda

OS MAIORES ERROS COMETIDOS PELAS NOIVAS NA ESCOLHA DO SEU VESTIDO DE CASAMENTO

Tuesday, 10/04/2018 | 13:57 Apesar de ser um sonho tornado realidade, a verdade é que a escolha do vestido de casamento nem sempre é tarefa fácil.

Resultado de imagem para ERROS COMETIDOS PELAS NOIVAS

Aliás, a generalidade das noivas encontra inúmeros obstáculos onde menos espera. Se vai casar, damos-lhe a conhecer alguns erros que não deve cometer durante a “caça ao vestido” perfeito.

É rara a noiva que não sonhe, suspire e anseie pelo seu vestido de noiva assim que inicia os preparativos do seu casamento. Mas o pior é quando a noiva deixa que a ansiedade se sobreponha à racionalidade e, movida por uma sede quase incontrolável de começar a experimentar tudo o que existe no mercado, se precipita e corre para a primeira loja que encontra, quando ainda falta mais de um ano para o grande dia. Resultado: passa os meses que a separam do casamento a interrogar-se se fez ou não a escolha certa (e a delirar com outros modelos que, entretanto, são lançados). Não caia neste erro. Controle o seu coração. O ideal é começar à procura do vestido seis meses antes. É o tempo indicado para a escolha acertada.

  1. Deixar que terceiros influenciem a sua decisão

A opinião dos outros pode ser extremamente útil, mas não pode ser perentoriamente decisiva na escolha de algo tão importante como o seu vestido de noiva. Se der ouvidos à mãe que lhe diz que a imaginava noutro tipo de vestido ou ao comentário da sogra - que nunca a imaginaria com algo tão atrevido - vai ter um sério problema. O vestido é para si, e não para elas. E isto não é frieza, nem leviandade. É puro realismo! Por isso, se pretende ter alguém por perto, seja criteriosa na escolha e não arraste consigo a irmã, a sogra, as cunhadas, as primas, as melhores amigas (o cão, o gato e o periquito). Além disso, imponha subtilmente limites às pretensões de quem a acompanha.

 

  1. Não respeitar o seu próprio estilo

Este é um dos conselhos mais preciosos que lhe podemos dar. Se no seu dia a dia é adepta da simplicidade e, normalmente, faz escolhas elegantes e algo comedidas, porque carga de água é que escolheria para o seu casamento um vestido exuberantemente sexy? É evidente que se trata de um dia especial e que poderá dar um toque diferente ao seu visual, mas sempre de forma a que se reconheça e se reveja nele. Já pensou, anos mais tarde, olhar para as fotografias e pensar “Onde é que eu tinha a cabeça?” Há traços que a definem, não fazendo sentido renová-los por completo nem alterar radicalmente a forma como os outros a veem e conhecem. Não queira ser mais ou menos do que realmente é.

  1. Não ter em conta o orçamento no momento da compra

Ok, a assistente da loja mostrou-lhe um modelo. Vestiu e perfeito! Apetece-lhe gritar para o mundo que encontrou o vestido dos seus sonhos e partilha toda a emoção com quem a acompanhou para a compra. Mas tem a certeza de que o preço encaixa no seu orçamento? É preciso ter muito bom senso e ter noção do custo real do sonho para que lágrimas de alegria não se transformem rapidamente em lágrimas de desilusão e expectativas “furadas”. Previna este tipo de situação clarificando logo no início do atendimento que tem um determinado orçamento que não pretende ultrapassar. Assim só lhe vão trazer os vestidos dentro do valor que pode gastar. Esta é uma forma de evitar cair na tentação e endividar-se por causa de um vestido que usará meia dúzia de vezes (senão apenas uma vez).

 

  1. Esquecer o ambiente e a data do casamento

Se o casamento é na praia, porque é que está a pensar em comprar aquele vestido imponente e “pesadão”? Sim, será perfeito para um casamento de conto de fadas numa igreja e não com os pés enterrados na areia! Por seu turno, se o casamento é no inverno, porque não pensou num agasalho? Para estar bonita não precisa de passar frio e adoecer (lá se vai a lua-de-mel). Considere o local e a época do ano em que casa. É o mínimo que pode fazer para se sentir confortável e brilhar no seu grande dia.

  1. Não ser realista com o espelho

Sejamos diretos: há vestidos que, simplesmente, não lhe assentam bem. Sim, a sua amiga estava linda num modelo sereia, mas o seu corpo tem uma silhueta que é favorecida com determinado corte e com outros não. Para se sentir bonita com o vestido de noiva terá de perceber que tipo de corpo tem e quais os designs que melhor a favorecem. Tudo depende das suas medidas.

 

  1. Não ter em conta o tecido

O vestido sai da loja ou do atelier maravilhoso, pronto a usar, brilhante e deslumbrante. Mas logo aos primeiros abraços emocionados que a envolvem e felicitam, o tecido amarrota e fica desconfortável ao toque. E agora vai ter de o usar durante um dia inteirinho. E as fotos? Como vai ser com as fotos? Tudo isto por causa do tecido. De forma a evitar uma situação destas, no momento da compra questione a qualidade do material usado no vestido e o seu provável comportamento com o uso. E seja assertiva mediante a resposta que lhe for dada.

  1. Negligenciar o conforto

O vestido é lindíssimo mas aquelas “varetas” estão sempre a espetar-se na pele e magoam-na. E a saia? Não deixa sentar e ou andar normalmente. Mas é lindíssimo… Não! Não vá por aí. Certifique-se de que o vestido de noiva, para além de lindíssimo, permite que seja – efetivamente – uma noiva e não apenas uma espectadora do seu casamento. Quando o experimentar, tire tempo para se sentar, para se mexer e ter uma noção mais concreta do que a espera no dia do casamento.

E, agora sim, está pronta e mais do que preparada para se lançar na “caça ao vestido”!

fonte: lifestyle.sapo.mz

Comentário