Turismo

Destinos a visitar o quanto antes (podem desaparecer do planeta)

Tuesday, 05/06/2018 | 15:19 São lugares bastante turísticos, mas que podem desaparecer do mapa nos próximos anos

Destinos a visitar o quanto antes (podem desaparecer do planeta)

nosso planeta corre sérios riscos e alguns dos lugares mais famosos da Terra já estão mais que ameaçados, mostrando as consequências das mudanças climáticas e interferência do homem. 

De roteiros românticos bastante visitados como Veneza a pontos menos visitados, como Parque Nacional Glacier, todos sem exceção estão na lista dos lugares a visitar urgentemente antes que desapareçam de uma vez por todas.

Em comum está o papel icónico, com mão da natureza ou feito pelos nossos antepassados, de cada local ameaçado. Conheça-os nesta fotogaleria.

Os lugares para visitar antes de desaparecerem da Terra - De roteiros românticos super visitados à grandes florestas, todos sem exceção estão na lista dos lugares a visitar urgentemente antes que desapareçam de uma vez por todas!

Grande Barreira de Coral, Austrália - Estudos revelam que 93% do recife sofreu um tipo de branqueamento devido ao aumento das temperaturas e poluição ácida nos corais.

Mar Morto, Ásia - Nos últimos 40 anos o mar já subiu bastante, especialistas temem que desapareça completamente caso continue sendo utilizado no rio Jordão.

Parque Nacional e Reserva de Denali, Alasca - É considerado o pico mais alto da América do Norte, e já sente as mudanças climáticas como derretimento de gelo e queda de neve.

Grande Muralha da China, China - O excesso de cultivo, desgaste natural do tempo e venda de tijolos com gravuras históricas já danificaram dois terços da muralha.

Grand Canyon, EUA - O pico já foi nomeado como um dos 11 lugares históricos mais ameaçados nos EUA pelo National Trust for Historic Preservation devido ao desgaste causado pelo turismo.

Ilhas Seychelles, Madagascar - O paraíso localizado no Oceano Índico na costa de Madagascar está a desaparecer devido à erosão da praia.

Sleeping Bear Dunes National Lakeshore, EUA - As dunas e praias que ficam 450 pés acima da costa, sofrem com a invasão de algas, mexilhões e aumento dos níveis de fosfato.

Everglades, EUA - É o parque mais ameaçado dos EUA devido ao excesso de água, introdução de novas espécies e desenvolvimento urbano.

Alpes, Suíça - Anualmente, a cordilheira perde cerca de 3% do seu gelo glacial alpino por causa do aquecimento global. A previsão dos especialistas é de que os Alpes desapareçam completamente até 2050.

Cidade de Veneza, Itália - A famosa cidade conhecida pelos passeios de gôndola tem vindo a afundar-se lentamente com o passar dos anos podendo desaparecer completamente devido a uma inundação.

Maldivas, Ásia - As ilhas do Oceano Índico, estão se afundando ao poucos, também devido às mudanças climáticas. Cientistas prevêem que em 100 anos estará completamente submersa.

Parque Nacional Glacier, EUA - O parque que contava com mais de 150 glaciares conta agora com menos de 25 e corre o risco de perder todas nos próximos 15 anos.

Big Sur, EUA - A região é conhecida pela observação de baleias mas devido a secas e incêndios florestais recentes está cada vez mais difícil o avistamentos dos mamíferos aquáticos.

Outer Banks, EUA - As margens de Outer Banks, na Carolina do Norte, estão a subir, colocando em risco marcos como o Farol do Cabo Hatteras.

Mênfis, Egito - Especialistas prevêm que as construção próximas das pirâmides, subida das águas subterrâneas e a poluição ameaçam estes túmulos e monumentos.

Petra, Jordânia - O mais famoso sítio arqueológico semi construído do país sofre pela combinação de chuvas, ventos e desgaste causado pelo toque dos visitantes nos muros.

Mendenhall Valley, Alasca - Debaixo do glaciar de Mendenhall estão as famosas cavernas e cúpulas de gelo que continuam a derreter lentamente a cada ano.

Monte Kilimanjaro, Tanzânia - O monte descongela lentamente, entre 1912 e 2007 a camada de gelo do Monte Kilimanjaro reduziu 85%.

Bacia do Congo, África - Dois terços da segunda maior floresta tropical do mundo, com 1,3 milhão de quilômetros quadrados, pode desaparecer por volta de 2040 por causa da mineração ilegal.

Parque Nacional dos Vulcões do Havaí, EUA - Os 70 milhões de anos de atividade vulcânica expostas estão ameaçados devido à temperaturas mais altas, condições mais secas e crescente número de espécies invasoras.

Pictured Rocks National Lakeshore, EUA - O lugar conhecido pelo encontro de falésias de arenito colorido, cachoeiras, praias, florestas com gelo está cada vez menos coberto pelas placas sob as águas devido ao aumento da temperatura.

Taj Mahal, Índia - Por causa da poluição e erosão do tempo causada pelos visitantes, especialistas acreditam que o símbolo da Índia pode vir a ser ruínas dentro em breve

Parque Nacional de Grand Teton, EUA - Além da paisagem, o parque também sofre com a extinção da pesca de trutas por causa das mudanças na temperaturas das água que estão atualmente bastante mais quentes.

Tombuctu, Mali - As paredes de lama das mesquitas construídas no séculos XIV e XVI correm risco por conta das que afetam sua estrutura.

Amazônia, Brasil - A maior floresta tropical do mundo, com 2,1 milhões de quilómetros quadrados, corre sérios riscos por causa expansão da agricultura e desmantamento irregular.

fonte: noticiasaominuto.com

Comentário