Sociedade - Negocios

Moçambique e China estabelecem intercâmbio para exploração de madeira

Monday, 18/06/2018 | 10:33 Os Governos de Moçambique e China assinaram um memorando, que permite que Moçambique passe a controlar informação sobre os volumes de madeira que sai do país para China.

 Moçambique e China estabelecem intercâmbio para exploração de madeira

O memorando prevê que os dois países estabeleçam um intercâmbio para exploração, transporte, comercialização e exportação de madeira.

A assinatura do memorando consolida esforços que os dois governos tem estado a empreender no combate ao comércio ilegal da madeira, que lesou ao Estado moçambicano em aproximadamente Mil milhões de Dólares norte americanos, nos últimos 10 anos.

Os dois países vão desenvolver uma plataforma de coordenação bilateral que irá permitir a transferência de tecnologias, capacitação institucional e melhoria do ambiente de negócios no âmbito da exploração madeireira.

O Governo chinês, reconhecendo os esforços do Governo de Moçambique em garantir uma exploração sustentável deste importante recurso florestal, vai implantar em Moçambique um Parque Industrial de Processamento da Madeira, que irá acrescentar valor ao produto e estimular o desenvolvimento da indústria local.

O governante chinês reiterou que a cooperação ambiental e ecológica entre a China e África, em particular Moçambique, tem sido bastante significativa.

O Governo Chinês lançou a iniciativa “One Belt one Road”, que visa aproveitar o potencial que vários países tem, para promover uma maior integração económica com a China.

O memorando prevê que os dois países estabeleçam um intercâmbio para exploração, transporte, comercialização e exportação de madeira.

A assinatura do memorando consolida esforços que os dois governos tem estado a empreender no combate ao comércio ilegal da madeira, que lesou ao Estado moçambicano em aproximadamente Mil milhões de Dólares norte americanos, nos últimos 10 anos.

Os dois países vão desenvolver uma plataforma de coordenação bilateral que irá permitir a transferência de tecnologias, capacitação institucional e melhoria do ambiente de negócios no âmbito da exploração madeireira.

O Governo chinês, reconhecendo os esforços do Governo de Moçambique em garantir uma exploração sustentável deste importante recurso florestal, vai implantar em Moçambique um Parque Industrial de Processamento da Madeira, que irá acrescentar valor ao produto e estimular o desenvolvimento da indústria local.

O governante chinês reiterou que a cooperação ambiental e ecológica entre a China e África, em particular Moçambique, tem sido bastante significativa.

O Governo Chinês lançou a iniciativa “One Belt one Road”, que visa aproveitar o potencial que vários países tem, para promover uma maior integração económica com a China.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário