Internacional

Buhari promete justiça a 86 vítimas mortais

Tuesday, 26/06/2018 | 10:56 O presidente da Nigéria pede calma, depois da morte de pelo menos 86 pessoas em confrontos violentos entre fazendeiros e pastores de gado nómadas durante o fim-de-semana.

Buhari promete justiça a 86 vítimas mortais

As autoridades impuseram um recolher obrigatório no estado do Planalto Central depois de combates intensos, que já duram anos. A principal disputa tem sido a terra fértil. 

Um total de 86 pessoas morreram na noite de domingo, informou o porta-voz da polícia Terna Tuopev, elevando a estimativa anterior de 70 mortos.

A violência no centro de Nigéria já causou mais mortos agora do que os ataques do grupo insurgente no norte do país, de acordo com cálculos de Reuters.

A insegurança tornou-se o maior desafio para presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, quem manifestou interesse em concorrer ao segundo mandato em fevereiro do próximo ano. Buhari prometeu, no primeiro mandato, assegurar a paz e estabilidade naquele país ocidental.

Em comunicado presidencial, Buhari apelou para calma, tendo assegurado que “todo esforço será feito para trazer os criminosos à barra da justiça, e prevenir quaisquer repercussões”.

Vários parlamentares criticaram o sistema de segurança da Nigéria.

“Isso fortalece ainda mais meu constante apelo para uma revisão de todo o aparato de segurança deste país”, disse Yakubu Dogara, líder do congresso parlamentar na Nigéria, num comunicado.

O partido de Buhari rejeitou críticas de que seu governo usa “mão leve” para punir os pastores de gado que pertencem a sua etnia Fulani.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário