Saúde

O que são os hidratos de carbono beges e por que os deve evitar

Wednesday, 27/06/2018 | 14:16 As dietas pobres em carboidratos são conhecidas por promoverem a rápida perda de peso. Contudo, sabia que a cor dos hidratos que consome também é importante?

 O que são os hidratos de carbono beges e por que os deve evitar

(‘A Verdade sobre os Carboidratos’), deve ter cuidado com estes nutrientes de cor bege.

Esses compostos são uma das maneiras pelas quais o corpo humano obtém energia dos alimentos.

Existem três tipos de carboidratos: amido, açúcar e fibra. O amido é o que geralmente reconhecemos como hidratos de carbono propriamente ditos, ou seja, inclui alimentos como: o pão, a massa, batatas e arroz. Mas esta variedade ‘bege’ não é de todo benéfica para o organismo.

Nem os carboidratos ‘brancos’, que se encontram nos alimentos açucarados, como os refrigerantes, os doces e nos alimentos processados e refinados, incluindo bolos e biscoitos.

A maioria dos amidos e açúcares nesses hidratos beges e brancos são decompostos em glicose de modo a gerar energia.

O problema é que quando os consumimos em excesso essa glicose é armazenada como gordura.

Hidratos amigos

Porém, em contrapartida há um outro tipo de carboidrato: a fibra, encontrada em frutas e vegetais, denominados de ‘hidratos de carbono verdes’ e que são amigos da nossa saúde.

Estes nutrientes deixam-nos saciados, demoram mais tempo a serem absorvidos pelo estômago e geralmente são a parte da planta que fornece vitaminas e minerais.

São bons para os dentes, gengivas e para o intestino, pois mantêm o movimento e a alimentação da flora intestinal.

E há ainda o amido resistente, encontrado em alimentos ricos em fibras, como lentilhas, feijões e grãos integrais não processados.

Este é difícil de digerir, mas de uma maneira positiva, ou seja, vai diretamente para o cólon, onde o seu trabalho principal não é alimentá-lo, mas sim alimentar a flora intestinal.

Tenha em mente que uma flora intestinal saudável está ligada a uma ampla variedade de benefícios, tanto físicos quanto mentais.

E outra dica: o reaquecimento também pode transformar os hidratos prejudiciais em bons. Se reaquecer amidos como massas ou torradas, as moléculas redistribuem-se e tornam-se mais resistentes, permitindo que percorram um caminho mais longo no intestino para alimentar o microbioma.

As dicas para a sua dieta

Reduza o consumo de:

Farinha, arroz, batata, massa, cereais de pequno-almoço e outros grãos processados;

Pão branco ou preto altamente processado.

Substitua-os por:

Arroz de couve-flor, aipo, batata-doce;

Pão de centeio ou preto.

Inclua:

Ovos, carne, peixe, nozes e legumes;

E lembre-se que a metade de cada prato deve ser verde ou com cores vivas: legumes frescos, tomates e beringelas.

fonte: noticiasaominuto.com

Comentário