Saúde

Poluição sonora é um dos motivos porque deve ser visto por um otorrino

Quarta-feira, 04/07/2018 | 16:26 A maioria da população não tem noção das agressões a que expomos os nossos ouvidos com sons que ‘nem são assim tão altos’.

Poluição sonora é um dos motivos porque deve ser visto por um otorrino

som pode parecer inofensivo, mas o aumento do risco de perda de audição está lá, diariamente, graças às agressões a que nos expomos.

Um estudo apontado pelo News Medical focou-se numa amostra australiana, cujos dados revelam que, em 2050 mais de oito milhões de indivíduos irão sofrer de perda de audição em pelo menos 30%.

Não só nas discotecas e bares mas mesmo em restaurantes, barulhos de carros na estrada ou a própria música ouvida com os auscultadores estão a desgastar o ouvido. Em suma, qualquer ambiente sonoro que o obrigue a esforçar a sua voz para se fazer ouvir, será demasiado alto.

Por ser esta uma realidade constante, importa manter a saúde da audição em dia, confirmada por um otorrinolaringologista. Se se aperceber que já não lhe chega o volume de televisão que antes utilizava e que numa conversa normal pede demasiadas vezes para repetir o que foi dito, a necessidade de ser visto por um especialista aumenta.

Ainda que um médico de clínica geral seja capaz de identificar e tratar certas condições relacionadas com a saúde auditiva, um otorrinolaringologista será sempre a melhor opção para determinar a origem de eventuais problemas mais graves bem como indicar o tratamento mais indicado a cada condição.

A par das visitas regulares ao médico, diga-se, uma vez por ano ou um pouco mais, evite expor-se a certos ambientes de poluição sonora. Em ambiente onde o volume muito alto é inevitável, faça por manter algumas pausas em que se afasta das colunas e evite, nas 18 horas seguintes expor-se à mesma agressão sonora.

fonte: noticiasaominuto.com

Comentário