Beleza - Modelo

Verão sem desconforto: biquíni menstrual chega ao Brasil este mês. Aos detalhes!

Monday, 16/07/2018 | 11:38 A marca gaúcha Herself anuncia para 13 de julho de 2018 o lançamento do primeiro biquini menstrual brasileiro

Com ele é possível ir à praia ou piscina menstruada, sem necessidade de absorvente

Os incômodos são vários, desde a alergia até o absorvente que marca. A Herself, marca de Porto Alegre, acaba de anunciar o lançamento de um modelo de peças absorventes que promete dar mais conforto às mulheres para curtirem um dia de praia, de piscina e mergulharem sem medo. As peças serão vendidas via financiamento coletivo e terão modelagem e estamparia decididas em processo colaborativo

Colocar um biquíni e ir à praia ou à piscina já causa desconforto para várias mulheres, ir menstruada, então, é um problema extra. Agora, talvez se torne uma questão um pouco menor, já que será lançado a partir do dia 13 de julho no Brasil, pela primeira, vez o biquíni menstrual. A marca gaúcha Herself, criada em 2016 pela estudante de engenharia química Raíssa Assmann Kist e sua sócia, Camila Kist, está por trás da empreitada. "Muitas de nós deixamos de ir a praia, nadar ou tomar sol quando estamos menstruadas por conta dos protetores disponíveis no mercado hoje. A ideia é que possamos manter nossa rotina durante os 30 dias do mês", explica Raíssa. O projeto será validado via financiamento coletivo e terá participação das colaboradoras no processo criativo. Em outubro, as clientes começam a receber o produto. Durante 3 meses, mulheres de todo o país poderão adquirir os modelos e depois ajudar no desenvolvimento de melhorias relacionadas à modelagem, estampas ou cores.

PEÇAS SERÃO ADAPTADAS PARA O CORPO DA BRASILEIRA

A Herself, que já estava no mercado das calcinhas para menstruação, como os modelos usados por Bela Gil, se inspirou em um modelo visto na Austrália para desenvolver o biquíni. O crowdfunding e a colaboração das consumidoras permitirá à marca o desenvolvimento de um produto feito para os corpos e necessidades da brasileira. Para o pontapé inicial da criação foram utilizadas mais de 200 respostas enviadas por mulheres que preencheram um formulário para colaborar no desenvolvimento das peças. "Ficamos impressionadas com a quantidade de mulheres que deixam de usar biquíni ou até mesmo de ir à praia ou piscina por estarem menstruadas. Muitas têm alergia, ou mesmo se sentem desconfortáveis com os absorventes tradicionais", acrescenta Raíssa em conversa com o Purepeople. Ela conta que ouviu relatos inclusive de meninas que ficaram menstruadas pela primeira vez na praia e tiveram a vida marcada por esse fato.

TECNOLOGIA EVITA VAZAMENTOS MESMO COM A PEÇA MOLHADA

Assim como outras marcas de roupas íntimas e de banho, a marca é focada na diversidade e no bem-estar de todas as mulheres. "Por isso quisemos aliar a funcionalidade à questão estética, com a opinião de todas as colaboradoras", diz Raíssa. As peças contarão com uma tecnologia de tecidos antimicrobianos e que conseguem impedir o vazamento do sangue menstrual mesmo com o produto molhado. Segundo Raíssa, a marca está num processo de solicitação de patente da tecnologia. "Questões estéticas de modelagens, cores e estampas serão desenvolvidas com a colaboração das apoiadoras do projeto", conta Raíssa. As peças podem ser usadas por até 6h, são reutilizáveis e substituem os protetores descartáveis.

LANÇAMENTO VIRTUAL POR PLATAFORMA DE CROWDFUNDING

O lançamento oficial do projeto acontece em 13 de julho na plataforma Catarse, onde quem tiver interesse pode encomendar o produto e colaborar, e também na Casa Modaut, em Porto Alegre, ponto de venda da marca Herself. O primeiro modelo lançado será mais tradicional e na cor preta, mas com duas opções - biquíni de duas peças ou maiô, que também pode ser usado como body. Os tamanhos disponíveis variam do 32 ao 60 e as peças custam entre R$ 160 e R$ 180.

 

fonte: purepeople.com.br

Comentário