Humor - Insolito

Rolls-Royce desenvolve táxi voador

Tuesday, 24/07/2018 | 11:56 A fabricante de motores Rolls-Royce projectou um sistema de impulsão para um táxi voador que, segundo ele, poderia levar aos céus logo no início da próxima década..

A empresa britânica informou que havia elaborado planos para um veículo "eléctrico vertical de descolagem e aterragem" (EVTOL), que poderia transportar de quatro a cinco pessoas.

O veículo poderia viajar a velocidades de até 250 mph (402 km / h) por aproximadamente 500 milhas, disse.

A Rolls se junta a várias outras empresas para desenvolver veículos voadores.

Falando antes do Farnborough Airshow desta semana, Rob Watson, chefe da equipa eléctrica da empresa, disse: "Estamos bem posicionados para desempenhar um papel de liderança no mundo emergente da mobilidade aérea pessoal e também procuraremos trabalhar em colaboração com uma variedade de parceiros. "

Os veículos voadores há muito tempo são ficção científica, mas as empresas de aviação e tecnologia estão a trabalhar para torná-las uma realidade.

A Airbus, a Uber e uma série de empresas iniciantes, incluindo uma apoiada pelo co-fundador do Google, Larry Page, chamada Kitty Hawk, anunciaram todos os projectos.

Rolls disse que o conceito inicial da EVTOL usava tecnologia de turbina a gás para gerar electricidade para alimentar seis propulsores eléctricos, especialmente projectados para ter um baixo perfil de ruído.

Suas asas seriam capazes de girar 90 graus, permitindo que o veículo descolasse ou pousasse verticalmente. Também poderia usar heliportos e aeroportos existentes.

"Acreditamos que, dado o trabalho que estamos a fazer hoje para desenvolver capacidades de propulsão eléctrica híbrida, este modelo pode estar disponível no início da década de 2020, desde que um modelo comercial viável para sua introdução possa ser criado", disse a empresa.

A empresa, que divulgará mais detalhes em Farnborough, disse que está procurando por um fabricante de estruturas e um parceiro para fornecer aspectos do sistema eléctrico.

fonte: folhademaputo.co.mz

Comentário