Suposto envolvimento de Nini em raptos na RSA: Moçambique aguarda comunicação formal


Sociedade

Suposto envolvimento de Nini em raptos na RSA: Moçambique aguarda comunicação formal

Quinta-feira, 02/08/2018 | 11:59 Pouco depois de a Procuradoria-Geral da República anunciar a captura de Momade Assife Abdul Satar, Nini Satar, na Tailândia, a imprensa sul-africana relacionou o foragido mais procurado do país a outro crime.

Suposto envolvimento de Nini em raptos na RSA: Moçambique aguarda comunicação formal

O jornal sul-africano Independent diz, na sua página online, que Satar é suspeito de raptos na Cidade do Cabo e que as autoridades sul-africanas poderão pedir a sua extradição.

No entanto, as autoridades moçambicanas dizem aguardar por uma comunicação formal sobre o caso. “Nós acompanhamos pela imprensa essas informações. De momento, houve algumas trocas de informações, mas de forma informal. Nós estamos à espera que a África do Sul que nos comunique formalmente sobre o que se está a passar naquele país, que é para podermos tomar os devidos procedimentos”, disse Leonardo Simbine, Chefe do Departamento de Relações Públicas do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), em resposta a uma questão levantada por um jornalista, durante a conferência convocada para comunicar sobre a chegada de Nini Satar ao país.

Nini Satar chegou ao país por volta das 14horas desta quarta-feira e foi encaminhado à Penitenciária de Máxima segurança, vulgarmente tratada por B.O, onde aguarda pelos passos subsequentes no âmbito dos processos de que é acusado.

Momade Assife Abdul Satar é indiciado em dois processos-crime que estão em curso na PGR e um terceiro relativo à quebra de liberdade condicional de que beneficiou em 2014 após cumprir metade da pena de 24 anos de prisão. Nini responde por envolvimento no assassinato do jornalista Carlos Cardoso.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário