Entretenimento - Agenda Cultural

ISRI lança obra sobre xenofobia na África do Sul

Friday, 03/08/2018 | 10:25 A pobreza é a principal causa dos actos de xenofobia que se tem registado na República da África do sul nos últimos anos.

ISRI lança obra sobre xenofobia na África do Sul

Esta é a conclusão de um estudo apresentado em forma de livro nesta quarta-feira em Maputo, e que foi produzido por docentes e Investigadores do Instituto Superior de relações Internacionais (ISRI).

São várias as motivações que estão na origem dos actos xenófobos que tem ocorrido na república da Africa do sul principalmente nas últimas duas décadas. Os investigadores do centro dos estudos estratégicos e Internacionais e do Instituto Superior de relações Internacionais concluíram na sua pesquisa que procurava identificar as causas as motivações, os autores e as vítimas da Xenofobia naquele, que a pobreza aliada a crise económica foram as principais.

Segundo Frederico Congolo um dos autores do estudo há muita frustração na sociedade sul-africana devido a expectativas não satisfeitas e “alguns grupos sociais principalmente os mais desfavorecidos procuram nos actos Xenófobos um escape para as suas frustrações sociais.”

Congolo diz que a situação agravou-se com a crise económica que afectou o Zimbabwe e a região que originou um grande movimento migratório em direcção a África do Sul, agravando a situação económica e social daquele país que também se debatia com a crise nos últimos anos.

Este factor, entende o autor que exacerbou os ânimos dos sul-africanos frustrados particularmente em 2015.

“A falta de emprego e a concepção de que o estrangeiro conseguiu um emprego e ele não, existe este problema lá” disse Congolo acrescentando que dentro da economia sul-africana o índice de desemprego disparou em 2009.

O José Magode, vice-reitor do Instituto superior de relações internacionais, Instituição que com o MASC patrocinaram o estudo diz acreditar que o mesmo apresenta recomendações que devem ser levadas em conta pelas autoridades dos países visados.

“Esta obra oferece referências teóricas e empíricas relevantes e análises consistentes sobre as implicações sociais, política, económicas e diplomáticas práticas que os tomadores de decisão autoridades políticas e Instituições governamentais nacionais devem ter em conta” sublinhou.

O livro intitulado Os contornos da violência Xenófoba na África do Sul e as suas implicações para os países vizinhos, teve a co-autoria de Frederico Congolo, Pedro João Pereira Lopes, Edson Muirazaque, Emílio Zeca, Vasco Banze e Jossias Filipe.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário