Entretenimento - Musica

Stewart Sukuma em Cascais

Thursday, 09/08/2018 | 12:02 A realização de Festas do Mar em Cascais é quase uma tradição. Cascais é conhecido pelos seus diversos patrimónios e pelas suas águas balneares.

Stewart Sukuma em Cascais

 A tudo isso se associa a música. Desta vez será Stewart Sukuma quem vai deixar os seus acordes musicais a todos que estarão em Cascais.

O conceituado músico moçambicano, Stewart Sukuma, é um dos convidados de luxo que vai se apresentar no “Festas do Mar de Cascais 2018”. O festival vai acontecer de 17 a 26 de Agosto do mês em curso em Cascais, Portugal.

Para o autor de “Boleia Africana: Os Sete Pecados Capitais” e “Nkhuvu” o chamamento ao festival representa tudo aquilo que ele sempre desejou como artista moçambicano. “Isso representa reconhecimento, maturidade e, acima de tudo, uma conquista de um nicho de mercado específico. Representa a abertura de novos horizontes para músicos das novas gerações”.

A participação de Sukuma vai consistir em colaborar com a Orquestra Sinfónica de Cascais, criando um espaço artístico-musical de reinventar o clássico tema “Xitchuketa Marrabenta”. A Orquestra de Câmara de Cascais foi fundada em 2000 e, é uma formação apoiada pelas Câmaras Municipais de Cascais e de Oeiras e pela Direcção Geral das Artes. Sobre a Orquestra que lhe vai acompanhar, Stuart disse que ela é reconhecida no mundo inteiro e é uma referência no mundo da música clássica, por isso tem máxima confiança de que a parte criativa, aliada ao profissionalismo, vai ser fundamental para um resultado positivo.

“Tenho uma atenção especial por Portugal, não só por razões históricas, mas porque desde miúdo acompanhei a carreira de muitos artistas que se tornaram meus ídolos. Trabalhar com músicos como Repressas, Rui Veloso, Cuca Roseta, Pedro Joia, Ana Lains, Quinteto Lisboa é um privilégio e este aspecto certamente que contribui para esta recente parceria”, disse Sukuma.

Neste festival estarão presentes grandes nomes do panorama musical português, mas também convidados da lusofonia. Todos os anos são cerca de 500.000 os que se deslocam a Cascais nos 10 dias de concertos. A partir do dia 17 de Agosto, a música vai fazer-se ouvir para todos os gostos do fado ao pop para terminar, dia 26 de Agosto, com um mix de estilos brasileiros e africanos mostrando a força da lusofonia.

Far-se-ão, ainda, presentes neste festival de música: Anselmo Ralph, Rui Veloso, Fafá de Belém, Ana Lains e Luís Represas. O final é em modo passagem de ano, com um espectáculo de fogo-de-artifício como manda a tradição.

Stewart Sukuma, Cascais, Festa do Mar

Stewart Sukuma em Cascais

A realização de Festas do Mar em Cascais é quase uma tradição. Cascais é conhecido pelos seus diversos patrimónios e pelas suas águas balneares. A tudo isso se associa a música. Desta vez será Stewart Sukuma quem vai deixar os seus acordes musicais a todos que estarão em Cascais.

O conceituado músico moçambicano, Stewart Sukuma, é um dos convidados de luxo que vai se apresentar no “Festas do Mar de Cascais 2018”. O festival vai acontecer de 17 a 26 de Agosto do mês em curso em Cascais, Portugal.

Para o autor de “Boleia Africana: Os Sete Pecados Capitais” e “Nkhuvu” o chamamento ao festival representa tudo aquilo que ele sempre desejou como artista moçambicano. “Isso representa reconhecimento, maturidade e, acima de tudo, uma conquista de um nicho de mercado específico. Representa a abertura de novos horizontes para músicos das novas gerações”.

A participação de Sukuma vai consistir em colaborar com a Orquestra Sinfónica de Cascais, criando um espaço artístico-musical de reinventar o clássico tema “Xitchuketa Marrabenta”. A Orquestra de Câmara de Cascais foi fundada em 2000 e, é uma formação apoiada pelas Câmaras Municipais de Cascais e de Oeiras e pela Direcção Geral das Artes. Sobre a Orquestra que lhe vai acompanhar, Stuart disse que ela é reconhecida no mundo inteiro e é uma referência no mundo da música clássica, por isso tem máxima confiança de que a parte criativa, aliada ao profissionalismo, vai ser fundamental para um resultado positivo.

“Tenho uma atenção especial por Portugal, não só por razões históricas, mas porque desde miúdo acompanhei a carreira de muitos artistas que se tornaram meus ídolos. Trabalhar com músicos como Repressas, Rui Veloso, Cuca Roseta, Pedro Joia, Ana Lains, Quinteto Lisboa é um privilégio e este aspecto certamente que contribui para esta recente parceria”, disse Sukuma.

Neste festival estarão presentes grandes nomes do panorama musical português, mas também convidados da lusofonia. Todos os anos são cerca de 500.000 os que se deslocam a Cascais nos 10 dias de concertos. A partir do dia 17 de Agosto, a música vai fazer-se ouvir para todos os gostos do fado ao pop para terminar, dia 26 de Agosto, com um mix de estilos brasileiros e africanos mostrando a força da lusofonia.

Far-se-ão, ainda, presentes neste festival de música: Anselmo Ralph, Rui Veloso, Fafá de Belém, Ana Lains e Luís Represas. O final é em modo passagem de ano, com um espectáculo de fogo-de-artifício como manda a tradição.

 

fonte: opais.sapo.mz

Comentário