Sociedade - Negocios

Moçambique apela investimento chinês na agricultura, sector florestal e infra-estruturas

Tuesday, 23/10/2018 | 11:27 O ministro da Indústria e Comércio, Ragendra de Sousa, participou da 23ª Feira Internacional de Macau (MIF), o ministro apelou a China a investir na agricultura, sector florestal e projectos de infraestruturas.

Moçambique apela investimento chinês na agricultura, sector florestal e infra-estruturas

Na abertura de um fórum dedicado a Moçambique e a Fujian, província chinesa também em destaque na MIF deste ano, de Sousa assumiu a ambição de convidar a plateia de investidores para em conjunto produzirem comida para a Humanidade.

“Os recursos agrícolas de Moçambique estão disponíveis para os moçambicanos, mas também para qualquer investidor nesta plateia”, disse Ragendra de Sousa, citado pelo Macauhub.

O investimento chinês tem ainda caminho aberto nos transportes marítimos, disse, numa altura em que o país se prepara para começar a produzir gás natural liquefeito e nos próximos 7 a 10 anos se tornar num dos maiores produtores desta matéria-prima a nível mundial.

“Queremos exportar gás sim, mas também queremos desenvolver a nossa petroquímica. Temos contratos quase firmados para produzir adubos, combustíveis e toda a cadeia da indústria petroquímica”, disse Ragendra de Sousa, que adiantou estar o país disponível para apreciar propostas de desenvolvimento a jusante da exploração petrolífera.

Moçambique esteve representado na PLPEX por entidades governamentais e municipais, bem como por uma gama diversa de empresas, desde o turismo de safaris à alimentação, passando pelo vestuário e artesanato.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário