Internacional

11 mortos em ataque na Sinagoga nos EUA

Monday, 29/10/2018 | 10:32 Um ataque com arma de fogo, na sinagoga Árvore da Vida, nos EUA, fez onze mortos.

11 mortos em ataque na Sinagoga nos EUA

O ataque aconteceu enquanto realizava-se um serviço religioso.

O suspeito do ataque, identificado como Robert Bowers, de 46 anos, foi levado sob custódia após ser ferido quando forças especiais da polícia entraram no edifício.

De acordo com a Euronews, alguns meios de comunicação social indicam que Bowers gritou "todos os judeus devem morrer", enquanto disparava sobre as pessoas presentes na sinagoga.

Ninguém ficou indiferente ao ataque a tiro na sinagoga. Donald Trump foi um dos primeiros a reagir.

"Este acto perverso de assassinato em massa é pura maldade, difícil de acreditar e francamente inimaginável. A nossa nação e o mundo estão chocados e foram tomados pela dor", disse Trump.

Já o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, manifestou-se profundamente chocado com o que considerou uma lembrança dolorosa do contínuo antissemitismo, escreve o Notícias ao Minuto citando um comunicado.

"O tiroteio de Pittsburgh é uma dolorosa lembrança do contínuo antissemitismo. Judeus em todo o mundo continuam a ser atacados por nenhuma outra razão que não a sua identidade. Antissemitismo é uma ameaça aos valores democráticos e à paz e não deve ter lugar no século XXI", é referido no comunicado.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário