Entretenimento - Musica

Tchakaze leva o "Txukela" da sua voz ao CCFM

Thursday, 01/11/2018 | 13:18 É amanha que Tchakaze vai apresentar-se em concerto "Txukela", no Centro Cultural Franco-Moçambicano (CCFM).

Tchakaze leva o

 Trata-se de um concerto que vai trazer ao público aquilo que constitui o álbum que tem o mesmo nome.

Numa tradução livre podemos dizer que "Txukela" é o nome que carrega o açúcar por cá. E como será servida por uma voz podemos, ainda, dizer que é o açúcar da melodia ou do timbre. Talvez, foi assim que Tchakaze pensou o concerto.

Este concerto, "Txukela", é no fundo um pré-lançamento do primeiro álbum que carrega o mesmo nome. A artista objectiva publicar o álbum próximo ano, em Janeiro. Enquanto o álbum não chega Tchakaze achou melhor servir-nos com a sua voz reduzidas porções desse açúcar. O Tchukela é um concerto que anuncia o álbum. Este concerto vai trazer ao público aquilo que vai constituir o álbum. Alguns temas que farão parte do concerto estão no álbum. Devo dizer que ao participar do concerto pode-se ter, depois, uma mínima ideia do álbum", segredo-nos a cantora, intérprete e compositora.

O concerto terá a participação especial dos músicos Deltino Guerreiro, Aniano Tamele e do poeta/declamador Tchaka Waka Bantu. São diversas gerações que estarão num só palco. Deltino e Tchaka participarão do concerto com a mesma força e talento que emprestaram no registo de alguns números que compõem esse álbum. Sobre o filho de Zeburani, Aniano Tamele, Tchakaze diz: "o Aniano vem para representar as influências da minha infância. E musico que me inspirou e continua inspirando-me. Por outro lado é uma forma de coloca-lo a representar a geração dos mais velhos".

A curiosidade levou-nos a questionar a artista sobre o conteúdo que faz parte do álbum a ser lançado em Janeiro. "No álbum há uma fusão de diversos estilos musicais, uma espécie de afro-fusão. Não fujo daquilo que é o meu característico: o Afro. Mas temos Pandza, Marrabenta; em suma posso dizer que é uma colecção de estilos tradicionais de Moçambique".

De nome verdadeiro Teresa Rangel Semende, Tchakaze nasceu em Maio de 1990. Natural de Maputo, cresceu no bairro de Malhazine. Sempre gostou de cantar e foi destaque em grupos de canto na Igreja Metodista Unida, onde é crente. Aos 17 anos, pela primeira vez, teve o privilégio de subir a um palco como corista do músico Peny Peny, na companhia das irmãs Belita e Domingas juntamente com a banda Omba Mô. Permaneceu com esta banda algum tempo, fazendo coros para vários artistas moçambicanos até que começou a profissionalizar sua carreira. Esse sonho começa na banda Tangalane, onde era vocalista principal até fins de 2010. Em 2014, entra para Indústria de Bom Som (IBS), onde grava sua primeira música a solo “Nkata”. Logo em seguida lança a música “Donguissa”, que lhe valeu dois prémios: Melhor canção pela 99FM e Revelação Feminina no Ngoma.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário