Saúde

Menor risco de cancro da mama associa-se a inesperada caraterística

Quarta-feira, 07/11/2018 | 14:19 É dos que acorda cedo ou dos que mais ficam a trabalhar pela noite dentro?

Menor risco de cancro da mama associa-se a inesperada caraterística

Segundo um estudo desenvolvido por investigadores da Universidade de Bristol, no Reino Unido, “mulheres com maior predisposição natural para acordar cedo apresentam menor risco de vir a desenvolver cancro da mama”.

Embora este não seja um problema exclusivo das mulheres, é o caso feminino que mais conta com casos de cancro da mama,que é dos mais mortais para o género, e foi especificamente nesta população que se focou a investigação que, apesar de tudo, não aponta uma justificação para tal relação.

No sentido de a perceber, os investigadores focaram-se na natureza do sono, mais especificamente o ritmo circadiano (ou relógio biológico) que varia de pessoa para pessoa, tornando alguém mais ou menos propício a acordar cedo por si só, conforme o seu ADN.

Uma vez que o ADN é definido ainda antes do nascimento de qualquer indivíduo, prevê-se a hipótese de o cancro depender, também, do ritmo circadiano. A maior relevância prende-se com o facto de a medicina ainda não ter encontrado um tratamento eficaz contra o cancro e por isso todas as novas informações sobre o tema sejam relevantes.

Para já, avança-se que, sobre este comportamento, que é superior a cada ser humano, não é possível agir de maneira a contrariar a tendência que se associa a um risco de desenvolver cancro da mama um pouco maior em quem tende a trabalhar à noite e a acordar tarde. Ainda assim, deve-se fazer por seguir os horários ‘normais’, ou seja, acordar cedo e evitar trabalhar até demasiado tarde (que leve a um menor período de sono), pois assim se evita o risco de vir a contar com doenças como esquizofrenia ou outros problemas mentais.

 

fonte: noticiasaominuto.com

Comentário