Sociedade - Economia

Números por detrás da majestosa…

Monday, 12/11/2018 | 14:01 Conheça a ponte Maputo-Katembe através de números.

Números por detrás da majestosa…

Saiba que materiais foram usados, as dimensões da infra-estrutura e os valores gastos para a edificação da maior ponte com vão suspenso de África. 

Um empreendimento majestoso, que mais do que ligar Maputo-Katembe tem uma arquitectura de encher os olhos. Um desenho que impressiona tanto de dia, assim como de noite. Uma nova paisagem que mescla-se com construções novas e antigas da capital do país. Vamos aos números.

A maior ponte com vão suspenso de África tem três quilómetros de comprimento, 25.6 metros de largura e conta com quatro faixas de rodagem, sendo duas para cada lado. 

Os cabos metálicos que suportam os módulos pesam cerca de duas mil toneladas, cada um. A ponte principal, isto é, o tabuleiro suspenso, tem 680 metros e o gabarito central 60. A grande dimensão da parte central da ponte está relacionada à facilitação de passagem de embarcações.

A infra-estrutura tem duas torres gigantes, sendo que a torre Norte tem 135.1 metros e a Sul 136.1. Para garantir os acessos à ponte, foram construídos dois viadutos: o viaduto Norte, que está do lado da cidade de Maputo, tem 1097 metros e o viaduto Sul, do lado da KaTembe, 1234 metros.

De acordo com as autoridades, para a construção da ponte, usou-se 100% de cimento nacional. No total, foram gastos 102000 toneladas de cimento, 250000 de areia, 310000 toneladas de pedra, assim como o equivalente a  54000 toneladas de água e 40000 toneladas de aditivos, com destaque para cinzas volantes, importante para a durabilidade da estrutura da ponte.

A infra-estrutura consumiu 330000 toneladas de betões estruturais e 58000 toneladas de ferro.

A montagem dos tabuleiros foi em fases, sendo que a estrutura principal foi montada na parte central. Essa estrutura tem um peso total de 127 toneladas e 12 metros de comprimento.

Os tabuleiros das extremidades são os mais pesados, com 137 toneladas cada um, sendo que os restantes pesam 125 toneladas.

Em termos de mão-de-obra, a ponte e as estradas envolveram perto de 5000 trabalhadores. Destes, 3000 trabalharam directamente na ponte e 2000 mil nos acessos norte e sul.

Para iluminar a ponte do modo a ter esta vista deslumbrante de noite foram montados 60 postes de iluminação pública, que associadas a um conjunto com luzes decorativas consomem 880 kw por hora.

fonte: opais.sapo.mz

Comentário