Internacional

Europa celebra centenário do fim da Primeira Guerra Mundial

Monday, 12/11/2018 | 14:10 Mais de 60 chefes de Estado, Governos e 15 dirigentes de organizações internacionais participaram neste domingo na cerimónia de lembrança dos mortos da Grande Guerra, num contexto em que se assinalam a 11 de Novembro, 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial.

Europa celebra centenário do fim da Primeira Guerra Mundial

A cerimónia oficial aconteceu em Paris, França e foi dirigida por Emmanuel Macron, Presidente da França, ao lado de Angela Merkel a Chanceler Alemã.

Foi nesta data que se assinou o armistício que colocou fim a Primeira Grande Guerra (1914-1918) entre os Aliados (Rússia, França, império britânico, Itália e EUA) e a Alemanha. A Guerra de quatro anos que vitimou mais de 20 milhões de pessoas entre civis e militares.

Segundo o washington post, durante o discurso, Macron denunciou aqueles que evocam sentimentos nacionalistas para prejudicar os outros e alertou sobre os perigos, chamando o nacionalismo de uma traição aos valores morais. "O patriotismo é exatamente o oposto do nacionalismo: o nacionalismo é uma traição ao patriotismo. Ao buscar nossos próprios interesses em primeiro lugar, sem consideração pelos outros, nós apagamos a coisa que uma nação considera mais preciosa, aquela que lhe dá vida e a torna grande: seus valores morais", disse Macron.

A imprensa internacional, como é o caso do Washignton post, Euronews, The New York Times, entre outros acreditam que as declarações de Macron podem ter sido dirigidas à Trump, por sempre ter seguido ideias de sempre se colocar a América em primeiro e nas últimas eleições intercalares ter-se assumido “nacionalista”.

fonte: noticiasaominuto.com

Comentário