Desporto

FC Porto-Benfica: A lei do mais forte? Liderança discute-se no Dragão

Saturday, 02/03/2019 | 11:15 Dragões e águias medem forças, este sábado, pelas 20h30.

Dragões e águias medem forças, este sábado, pelas 20h30.
FC Porto e Benfica medem forças, este sábado, em jogo relativo à 24.ª jornada do campeonato nacional. Separados, apenas, por um ponto, os dois clubes discutem a liderança da competição.

Os azuis e brancos estão na liderança, com 57 pontos e jogam com o fator casa. Após um período mais problemático da equipa de Sérgio Conceição, com dois empates e uma derrota - campeonato e Liga dos Campeões -, os triunfos regressaram com o Vitória de Setúbal e seguiram-se com Tondela e Sp. Braga.

Já os encarnados só registaram uma derrota desde que Bruno Lage assumiu o comando técnico da equipa. No entanto, essa única derrota foi precisamente com o FC Porto, para a Taça da Liga.

O clube da Luz chega ao Estádio do Dragão com menos um ponto e com quatro triunfos nos últimos cinco duelos, registando um empate com o Galatasaray, para a Liga Europa, mas que foi o suficiente para continuar na competição.

Treinadores

Sérgio Conceição

Antevisão: O momento da equipa para estes jogos conta pouco. Os 22 jogadores que estão em campo e os que estão no banco estão super motivados para ganhar o jogo, ainda por cima em casa, com uma atmosfera fantástica, que eu tenho a certeza que será. Em relação ao jogo, penso que será disputado, espero que seja um bom espetáculo, mas acima de tudo queremos ganhar.

Benfica com jovens jogadores: Eu não vejo as coisas por aí. A minha forma de liderar um balneário não tem a ver com as idades, mas sim com o caráter e a personalidade de cada um. Se um jogador integra uma equipa, tem a mesma responsabilidade e é porque tem qualidade para o fazer. Se um jogador passa os 30 anos e joga é porque tem qualidade. Ou seja, o jogador jovem tem toda uma envolvência dentro dele, mas o jogador com mais de 30 anos se jogar também tem essa irreverência de ganhar. Eu não olho para as idades, mas sim para a equipa, para o seu todo, para a valia do adversário e aquilo que podemos fazer no jogo.

Equipa que poderá correr mais riscos: As duas equipas vão fazer de tudo para ganhar. Experiência, juventude... Enfim, quando o árbitro apita são onze contra onze. Tudo o que se pinta antes, a ver com a idades, o momento das equipas e as estatísticas, desaparece quando o árbitro apita.

Bruno Lage

Jogo diferente do da Taça da Liga: É um jogo muito importante, mas não é decisivo. Decisivo é uma equipa ser regular. Temos feito isso nos últimos dois meses e temos de continuar a fazer. Estes jogos são importantes, como o da primeira volta, quando o Benfica venceu ainda sobre a liderança do mister Rui Vitória, mas não conseguiu ser tão regular como o adversário, que está à frente.

Nervosismo no plantel: Diga-me um jogo desde a minha entrada que não tenha sido decisivo. Não houve nenhum. É manter o equilíbrio em tudo. Tentar encontrar o nosso rumo e ser consistentes, que é isso que faz as equipas vencerem campeonatos.

Jovens preparados para a pressão do Dragão: Independentemente de jogar no Dragão ou não, se contabilizarmos os campeonatos de iniciados, juvenis, juniores e equipa B, já defrontaram o FC Porto umas 50 ou 60 vezes. Tendo 18, 19 ou 20 anos, são jovens com muita maturidade. O que fizemos na Turquia foi uma boa resposta ao que é o jogo que aí vem. Sinto tudo tranquilo, normal e mais do que preparados para jogar este jogo.

Últimos onzes

FC Porto: Fabiano; Manafá, Felipe, Pepe, Alex Telles; Oliver, Herrera, Corona, Otávio, Adrián Lopez, Fernando Andrade.

Benfica: Vlachodimos; Corchia, Rúben Dias, Samaris, Grimaldo; Florentino, Pizzi, Gabriel, Seferovic, Rafa, João Félix.

Formas das equipas

FC Porto: VVVDE

Benfica: VEVVV

Ausências

FC Porto: Aboubakar.

Benfica: Jardel, Conti, Fejsa, Salvio e Ebuehi.

fonte: https://www.noticiasaominuto.com/desporto/1208498/

Comentário