Entretenimento - Filmes

Depois da saída de Will Smith, já há substituto para o seu papel na sequela de “Esquadrão Suicida”

Friday, 08/03/2019 | 10:59 Tudo indica que Idris Elba vai ser o novo Deadshot na sequela de “Esquadrão Suicida”, escrita e realizada por James Gunn.

Tudo indica que Idris Elba vai ser o novo Deadshot na sequela de “Esquadrão Suicida”, escrita e realizada por James Gunn.

Segundo algumas fontes, a saída de Will Smith do papel de Deadshot na sequela de “Esquadrão Suicida” deve-se a questões de ajuste de agenda, mas abriu caminho para um novo ator assumir o papel do letal Floyd Lawton.

Segundo o “Hollywood Reporter”, está praticamente garantido que esse intérprete será o britânico Idris Elba, uma escolha pessoal do argumentista e realizador James Gunn, que entra assim no Universo Cinematográfico da DC após ser afastado da Marvel, onde assinou os dois super-sucessos de “Guardiões de Galáxia”, na sequência da polémica gerada por piadas antigas feitas no Twitter.

Elba e Gunn ter-se-ão entendido tão bem nas conversas preliminares sobre o novo filme que é praticamente dado como garantido que o primeiro será o substituto de Smith no novo filme.

O primeiro “Esquadrão Suicida”, realizado por David Ayer em 2016, foi um sucesso moderado de bilheteira mas não foi bem recebido pela crítica e pelos fãs. A sequela terá uma maioria de personagens novas, tal como acontecia aliás na BD de origem, onde a composição do grupo de criminosos protagonistas era muitas vezes variável.

Os unicos membros do elenco original com regresso garantido são Viola Davis, como Amanda Waller, a agente que reune o grupo, e Margot Robbie como Harley Quinn, cuja personagem será protagonista a solo “Birds of Prey “and the Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn)”, já para estreia em fevereiro de 2020.

A sequela de “Esquadrão Suicida” tem estreia agendada para agosto de 2020. Ainda durante este ano, Elba surgirá no cinema como o vilão de “Velocidade Furiosa: Hobbs & Shaw” e como Macavity na versão de Tom Hooper do musical “Cats”.

fonte: https://txiling.sapo.mz/cinema/atualidade-cinema/a

Comentário