Saúde - Bem-Estar

Autoestima: top 5 passos pra fortalecer a sua

Monday, 29/04/2019 | 08:09 Autoestima: top 5 passos pra fortalecer a sua

Autoestima: top 5 passos pra fortalecer a sua

Assunto importantíssimo, gente!

Sempre quando faço uma lista ou um manual de coisas que temos ou não que fazer, as pessoas param pra ler. O nosso dia é complexo, corrido e quando chegamos em casa, um texto imenso pode resultar no famoso: “próximoooo”! #soudessas.

Tudo bem, pode assumir, a gente tem preguiça às vezes, e isso não é sinal  que algo está errado com você. Alias, é sobre esses julgamentos que a-ma-mos fazer de nós e dos outros – todos os dias – que vim aqui falar.

A nossa sagrada autoestima toma uns tiros, porrada e bomba a todo minuto. Pela manhã quando você não gosta do cabelo que acordou. Na academia quando você não está com o corpo que sempre sonhou. No telefone com uma amiga quando ela conta a vida perfeita que leva e você, não. No trabalho, quando o seu chefe emperra algum tipo de projeto que você sonhava em colocar em prática. Com a balança, quando ela te mostra que um docinho depois dos trinta te traz uma bela dor de cabeça e mais três horas de esteira na semana...pois é! A gente se critica, se cobra e se culpa o tempo todo.

Além da nossa auto-crítica-tensa-diária, ainda temos os outros. Ah...os outros. Esses aí...são tensos. Eu, Mica, acredito que uma boa autoestima pode resultar numa vida muito mais fácil e menos pesada, até porque, se criticar toda hora é um desserviço total, sem contar que traz uma energia nada boa. #soudessasdeenergia.

Com base no que eu vivo, vejo, escrevo e falo, aí vão cinco dicas que podem ser bem úteis pra recuperar um pouco dessa autoestima que anda capenga, sem vida e sem muita esperança.

1. Não se vitimize: você não é a coitada do universo, não é a única pessoa que sofre e nem tem a alma mais bondosa dessa vida. Nós somos humanos, erramos, acertamos e ás vezes fazemos belas “cagadas”. Se achar vítima das coisas traz um ar de coitada que só desperta pena nas pessoas. Você não é coitada. Se as coisas não aconteceram do jeito que  gostaria, faça uma reavaliação e tente de novo. Sem grandes dramas. Temos mania de achar que, fazer o papel de vítima nos ajuda de alguma maneira e eu discordo completamente. O que os outros vão pensar de você não é problema seu. E o que você vai pensar de você? Quer ser sempre a coitadinha? A menina fraquinha? A pessoa que é alvo dos outros? Eu, hein!!! Levanta essa cabeça, desenterra essa autoestima e entenda que: vítima a gente só é quando tem que ir a uma delegacia reportar algo, de resto: você não é.

2. Encontre três qualidades por semana em você e trabalhe em cima disso: A segunda-feira é famosa por dar início a novas dietas, não é? Projeto isso, projeto aquilo...por que não fazer a segunda-feira o dia mundial do amor próprio? Simples. Você acorda e antes de xingar o cabelo, a barriga, o culote, escreve três qualidades suas. Não vale dizer que não sabe, você consegue achar, sim, três coisinhas que considera “bacaninhas” sobre você. Guarde esse pedaço de papel na carteira ou, se preferir, escreva no celular. Olhe para aquelas qualidades, pelo menos, uma vez ao dia. Pense nelas, exalte-as e foque as suas energias naquilo.

3. Ligue para uma amiga, irmã, mãe e conte uma coisa boa sobre a sua vida: Isso mesmo. Hoje em dia ligação é declaração de amor verdadeiro e eterno ou sinal que uma bela desgraça aconteceu. Que tal você ligar e contar uma coisa boa do seu dia? Não precisa ser uma promoção no trabalho, um aumento do salario e nem pedido de casamento do boy. Basta dizer que o almoço do dia estava maravilhoso, que você não pegou trânsito, que encontrou aquela amiga do colégio e etc. Pode parecer meio bobo, mas não é. Palavras boas atraem energias boas. Acredite nisso. Ps: Tô num papo energético, perceberam?

4. Reserve um tempo na semana para você: O que te faz bem? Vinho com as amigas, hidratar os cabelos, fazer o pé na podóloga, massagem relaxante, drenagem, assistir a sua série favorita, ir ao cinema, cuidar da espiritualidade? Não importa o que for, faça! Esse “agrado” é essencial nas nossas vidas. “Se sentir importante para si mesma muito antes do que para alguém.” Dá até frase de livro de auto-ajuda.

5. Não coloque ninguém num pedestal: A gente tem mania de querer ser igual a alguém. Parece até que admirar uma pessoa significa não gostar do que nós somos. Sim, há pessoa lindas, interessantes e inteligentes por aí, ainda bem! Mas, por que isso tem que ser um motivo para ela estar acima de você? Entenda que, ninguém está acima de absolutamente nada nesse mundo. Nascemos com uma missão e cada um tem a sua. Se não fosse isso, por que teríamos tantas pessoas no mundo? Cada um tem a sua história, a sua beleza e o seu padrão de felicidade. Não se iluda achando que só você foi a premiada no quesito problemas (olha a vitimização, aeee!). Admirar alguém não significa se colocar para baixo. Achar alguém bonito, não significa ser feio. Conhecer alguém bem sucedido, não significa ser um fracasso. Por isso, dê valor a sua vida, as suas vitórias, suas conquistas. Você é única e nasceu para brilhar do seu jeito. (quase uma campanha de shampoo, mas é verdade!) E, ah! Foco na energia, hein?

fonte: https://revistaglamour.globo.com/Lifestyle/SOS-Mic

Comentário