Desporto

Nação banalizada em Durban

Wednesday, 29/05/2019 | 15:01 Mal os adeptos dos Mambas se recompuseram da dor do afastamento do CAN -2019 pela Guiné-Bissau, e já recebiam mais um golpe duro no estômago com a trágica prestação na Cosafa, competição na qual foram afastados precocemente após empate a zero com as Seychelles, adversário mais fraco do grupo “B”.

Mal os adeptos dos Mambas se recompuseram da dor do afastamento do CAN -2019 pela Guiné-Bissau, e já recebiam mais um golpe duro no estômago com a trágica prestação na Cosafa, competição na qual foram afastados precocemente após empate a zero com as Seychelles, adversário mais fraco do grupo “B”.

Desastrosa. Sem honra nem glória. Foi assim a prestação dos Mambas no torneio regional da Cosafa, prova em que participaram com uma equipa principal e da qual fazem parte cinco jogadores profissionais que evoluem no estrangeiro.

Diferentemente dos seus adversários que levaram para o torneio regional equipas secundárias, certamente a pensar no futuro. Aliás, a filosofia desta prova sempre foi lançar novos valores que jogam  nos campeonatos internos.

Esta terça-feira, os Mambas empataram a zero com as Seychelles, equipa mais fraca do grupo do grupo “B”.

Abel Xavier e Alberto Simango Júnior  entraram para a história pela negativa por terem levado os Mambas a baterem tão fundo a ponto de empatarem com o adversário o qual a selecção nacional vencera os anteriores sete jogos.

Mas este foi o fim de uma campanha que começou mal. Na estreia, no dia 26 de Maio, os Mambas perderam 2-1 diante de uma equipa secundária da Namíbia.

Aliás, a Namíbia fez duas selecções, sendo que a  que venceu os Mambas é a que se prepara para o CAN-Interno, prova reservada aos jogadores que jogam nos campeonatos internos. Já a selecção principal está a preparar a sua participação no CAN extraordinário, em Junho, no Egipto.

Este descalabro dos Mambas segue-se a críticas por parte de alguns clubes do Moçambola. A contra gosto destes, que pagam salários dos jogadores para competir, o Moçambola 2019 teve de parar para permitir que os Mambas disputassem o torneio da Cosafa.

Envolto em polémica, a eliminatória da Taça de Moçambique entre o Costa do Sol e Estrela Vermelha foi adiada. O Costa do Sol não gostou e atacou a federação e o seleccionador nacional.

O pedido de Abel Xavier, por pretensos interesses na Nação, foi satisfeito. Mas os resultados foram uma desgraça.

Os jogadores e a equipa técnica receberam os respectivos dinheiros de bolso e prémios de jogo, pagos com impostos dos moçambicanos, mas a Nação saiu sem dignidade de uma prova regional que já chegou a disputar a final.  Houve um investimento na compra de passagens para os atletas que jogam no estrangeiro e, para o desagrado dos fazedores do futebol, os resultados não aparecem.
 
Resultados dos Mambas
Grupo “B”
Domingo, 26 de Maio de 2019
1.ª jornada
Moçambique 1-2 Namíbia
 
Terça-feira, 28 de Maio de 2019
2.ª jornada
Seychelles  0-0   Moçambique
 
Sexta-feira, 31 de Maio de 2019
3.ª jornada
Malawi          vs Moçambique

fonte: http://opais.sapo.mz/nacao-banalizada-em-durban

Comentário