Tecnologia

Moçambique aposta na inovação tecnológica para alcançar qualidade nos laboratórios de saúde

Wednesday, 29/05/2019 | 15:15 O director-geral do Serviço Nacional de Saúde (SNS) disse ontem que os intervenientes do sector da saúde no país devem estar atentos à inovação tecnológica para alcançar qualidade nos laboratórios do país.

O director-geral do Serviço Nacional de Saúde (SNS) disse ontem que os intervenientes do sector da saúde no país devem estar atentos à inovação tecnológica para alcançar qualidade nos laboratórios do país.

"Os intervenientes do sistema de qualidade para os laboratórios de saúde deverão estar atentos a questões contextuais e oportunidades de inovação e só assim atingiremos a tão pretendida cultura de qualidade nos nossos laboratórios", disse Ilesh Jani, director-geral do (SNS).

Ilesh Jani falava na cerimónia de abertura do 3.º congresso de controlo de qualidade laboratorial para países de língua portuguesa que decorre em Maputo até 31 de Maio.

O dirigente recordou que o país sofreu com experiências de dois ciclones que provocaram, para além de destruição e morte, o surgimento de doenças como malária e cólera.

"No caso da cólera, doenças com potencial de provocar surtos explosivos, os primeiros casos foram prontamente identificados através de uso de testes rápidos, uma inovação tecnológica relativamente recente", explicou.

Um outro exemplo de uso de tecnologia com impacto na emergência relacionada com os ciclones é o uso dos telefones celulares para reportar diariamente e analisar dados de vigilância epidemiológica ao nível das unidades sanitárias e centros de acomodação.

"De uma forma eficiente a resposta à emergência foi prontamente informada com dados epidemiológicos de qualidade", acrescentou.

O congresso vai actualizar informação sobre os principais avanços tecnológicos nacionais e internacionais, discutir resultados de pesquisas recentes e debate sobre potenciais ajustes de estratégias e práticas ao nível de controlo de qualidade laboratorial.

O evento é organizado pelo Instituto Nacional de Saúde de Moçambique em colaboração com o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e com o apoio da Sociedade Americana para Microbiologia entre outros parceiros.

O lema do congresso é a qualidade e competência laboratorial nos países de língua portuguesa, previne erros de diagnóstico e salva vidas.

O evento junta académicos, sociedade civil e parceiros de cooperação entre outros interessados.

fonte: https://noticias.sapo.mz/tecnologia/artigos/mocamb

Comentário